quinta-feira, 27 de julho de 2017

Aeroporto de Salvador: Nova Direção Vai Entrar em Ação!

Este é o Aeroporto de Salvador, o pior do país já registrado em várias pesquisas. Trata-se de uma vergonha para a cidade, primeira capital do país e que recebe turistas de todas as partes do Brasil e também de outros países, durante o ano inteiro, principalmente nas grandes festas como Réveillon e Carnaval. Mas a página negativa pode ser virada porque agora é com os franceses: A nova empresa já deve ter assinado hoje o contrato de concessão do aeroporto de Salvador. Ele passa a valer efetivamente 30 dias após a publicação em Diário Oficial. É quando a companhia inicia um período de administração conjunta com a Infraero até março de 2018 para, só depois, seguir os próprios passos no aeroporto da cidade. O terminal acumula problemas e queixas por parte de quem precisa passar por lá para viajar. Além dos elevadores, esteiras de bagagem e escadas rolantes quebradas, há outros problemas como a má qualidade do sinal de internet, mau funcionamento do ar-condicionado, e muitas lojas fechadas. Quem tenta sentar para esperar um voo encontra estofados estragados e uma quantidade pequena de assentos. Há mau cheiro nos sanitários, baixa iluminação, inúmeras tomadas com avarias, ausência de placas informativas, entre outros transtornos. Já na área do check-in, passageiros que não sabem se irão aos guichês ou ao autoatendimento. E mais: Os guichês ficam no meio do saguão, com aspecto de estruturas improvisadas. Os totens com informações de localização aparentam ser antigos, com adesivos apagados. Este é o primeiro aeroporto que será administrado pela VINCI no Brasil. A VINCI Airports já está em processo de prospecção de voos internacionais para o Aeroporto de Salvador, buscando linhas áreas como a Air France-KLM e Gol, para disponibilizar viagens para Paris (França) e Amsterdã (Holanda). Além disso, a empresa também já sinalizou que pretende ampliar a oferta de portões de embarque de 12 para 21. A empresa lembrou, ainda, que Salvador é a quarta cidade brasileira mais visitada por estrangeiros e possui um significativo potencial de crescimento. As exigências do governo feitas à empresa  são, de imediato, a revitalização e atualização da sinalização e do sistema de iluminação, internet gratuita de alta velocidade, melhorias nos banheiros, fraldários, sistema de climatização, escadas e esteiras rolantes. A longo prazo, ampliação dos terminais de passageiros, pátios de aeronaves e estacionamentos e criação de uma nova pista de pouso e decolagem. A assinatura do termo de concessão vai aumentar ainda mais a expectativa de representantes do turístico baiano  que espera que Salvador retome a posição de  “portão de entrada do Nordeste”.  (Clique na foto).
Fonte-Correio-Fotos: Lelia Dourado

Nenhum comentário :

Postar um comentário