sexta-feira, 16 de junho de 2017

Profissão: Baiana de Acarajé!

Elas estão espalhadas com seus tabuleiros de iguarias por todos os cantos da cidade. São consideradas Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil pelo Iphan desde 2005. E acabam de comemorar mais uma conquista: profissão Baiana de Acarajé. O reconhecimento beneficia, somente em Salvador, cerca de 3.500 baianas, segundo estimativa da Associação das Baianas de Acarajé, Mingau e Receptivo da Bahia (Abam). Com a profissão incluída no CBO, podem usar a identidade profissional em cadastros formais e se cadastrar como microempreendedor individual. A decisão também facilita a criação de cursos especializados na área. "É uma reivindicação que já vinha fazendo desde 2009, depois que eu não pude me cadastrar como baiana de acarajé ao fazer o meu passaporte. Queriam que eu me cadastrasse como cozinheira, mas eu não sou, sou baiana de acarajé", comemora Rita Santos, presidente da Abam. (Clique na foto).
Foto: Lelia Dourado

Nenhum comentário :

Postar um comentário