segunda-feira, 10 de abril de 2017

BA-VI Manchado: De Sangue!

Enquanto as autoridades não puserem em prática, em definitivo, TORCIDA ÚNICA para o time de futebol mandate em clássicos de torcidas rivais, principalmente com antecedentes de violência, muitas famílias ainda irão chorar por algum ente querido. Vale como  reflexão também para os dirigentes gananciosos que são favoráveis ás duas torcidas no mesmo espaço. Tem que haver um basta até porque existem  marginais travestidos de torcedor com o intuito de apenas extravasarem violência. Carlos Henrique Santos de Deus completaria 18 anos na próxima quinta-feira (13). Como presente seus pais lhe deram o ingresso para ele ver seu time do coração, o Bahia  jogar contra o Vitória na Arena Fonte Nova neste domingo (9). "As duas coisas que ele mais amava. Jogar bola e o Bahia dele. Eu tive um pressentimento. Pedi para ele não ir no jogo, mas ele foi. Ele disse: 'eu vou, é meu presente de aniversário. Mas eu senti. No fundo, senti, pedi pra ele não ir. Mas já tinha comprado o ingresso e disse que queria muito", conta o pai do menino, José Carlos Espírito Santo de Deus.  "Meu filho era um anjo. Nunca bebeu. Estudava e gostava de bola."O futebol acabou pra mim e para minha família depois da tragédia de ontem. "Ba-Vi da Paz, que paz? Essa paz que levou um pedaço do meu coração! Essa violência que só vitima inocentes. Somos todos Bahia".  Na mesma ação, um outro rapaz foi baleado no pescoço. Os dois eram amigos e vestiam camisa do Bahia. Segundo informações de testemunhas,  o autor do crime desceu de um ônibus e atirou contra as vítimas, fugindo em seguida. As motivações ainda são desconhecidas. (Clique na foto).
Foto: Reprodução/Tailane Muniz-Fonte/CORREIO

Nenhum comentário :

Postar um comentário